Importância e lei

 

A IMPORTÂNCIA DE SER VOLUNTÁRIO

Gramaticalmente, voluntário significa: " O que age espontaneamente". Em relação às nossas atividades, Voluntário significa muito mais. Voluntariado é missão e como tal exige: renúncia e muito amor, compreensão, dedicação e sobretudo espírito de equipe, levando sempre em conta a Obra que abraçamos; tudo em função do objetivo, seguindo a meta como uma única finalidade : Servir. Quando profissionais de qualquer natureza, somos assalariados e gozamos de alguns direitos e muitos deveres. No voluntariado a única compensação que buscamos é a nossa realização através da doação constante.

Naturalmente, teremos no decorrer da tarefa, muito trabalho, alegrias, desencontros, insatisfações, porém, sobretudo uma margem de lindas experiências, porque lidamos com o mais difícil material para a realização do nosso objetivo que é o ser humano.

Na convivência constante percebemos o quanto temos que ser pacientes e tolerantes, porém necessitamos muitas vezes de usar a energia amorosa., orientadora, educativa. Felizmente com as orientações que recebemos através do CONSESP nos tornarmos mais eficientes, pois adquirimos uma visão mais profunda do controle das emoções.

Ser Voluntário é uma glória! Aguardamos novos elementos para nossas fileiras. VENHAM LOGO!...

Georgiana Santos de Andrade (voluntária do CONSESP)

 

LEI DO VOLUNTARIADO

Lei n 9.608, de 18 de fevereiro de 1998

Dispõe sobre o serviço voluntário e dá outras providências.

 

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1. Considera-se serviço voluntário, para fins desta Lei, a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza ou instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive, mutualidade.

Parágrafo Único. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim.

Art. 2. O serviço voluntário será exercido mediante a celebração de termo de adesão entre a entidade, pública ou privada, e o prestador de serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício.

Art. 3. O prestador do serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas que comprovadamente realizar no desempenho das atividades voluntárias.

Parágrafo Único. As despesas a serem ressarcidas deverão estar expressamente autorizadas pela entidade a que for prestado o serviço voluntário.

Art. 4. Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.

Art. 5. Revogam-se as disposições em contrário.

 

Brasília, 18 de fevereiro de 1998, 117 da Independência e 110 da república.

Reuniões

com as Entidades Sociais Filiadas.
Nas segundas sextas-feiras de cada mês. Início às 14h00
Local: Av. Sen. Luiz Xavier, 103 - 5º andar
espaço cedido UNINTER- Garcez


A Pauta das Reuniões estará em nosso site, na semana que antecede. Obrigado!!